Edson de Paula

Blog

Edson de Paula

Assine nossa newsletter

A importância da transparência nos relacionamentos

A importância da transparência nos relacionamentos

Uma relação transparente deve ser cultivada e se tornar uma realidade para aqueles que se amam e buscam construir uma vida a dois ou ser sócio de alguém. Este conceito, apesar de tão difundido, é difícil de ser vivido na prática. Por que a transparência é tão importante? Por que há tantas dificuldades em sermos transparentes com nossos parceiros?

Entenda que não existem boas mentiras ou pequenas mentiras em uma relação afetiva. Esqueça isso!

Mentiras são mentiras, independentemente do seu tamanho, e não existe nada pior em um relacionamento do que a quebra da confiança. Mesmo que a verdade pareça dolorosa a princípio, a melhor opção é encará-la de frente.

É melhor sofrer pela verdade do que pela mentira, pois assumir o erro o mais rápido possível poderá evitar um desgaste ainda maior e aumenta as chances do perdão. É mais fácil perdoar uma “verdade rápida” do que uma “mentira longa”.

É importante avaliar os motivos que levam uma das partes a mentir, já que em relacionamento a dois ninguém erra sozinho. Antes mesmo da mentira acontecer, a relação emite sinais de que algo não vai bem na comunicação. É fundamental que haja cumplicidade, por meio da qual cada um entende, respeita e aceita a individualidade do outro, sem julgamentos ou mentiras.

Sempre existirão conflitos em um relacionamento, pois cada um pensa de um jeito, o que é compreensível.

O que não pode acontecer é uma das partes achar que tem mais razão do que a outra, que é “dono da verdade”, puxando apenas para si as decisões que deveriam ser tomadas em consenso.

Se o egoísmo prevalecer, ambas as partes irão diminuir seu nível de comunicação, cada um irá procurar conduzir sua vida independente da vontade do outro. Esta perda de cumplicidade e companheirismo somada às dúvidas e aos arrependimentos, fazem com que cada um busque satisfazer suas próprias necessidades e desejos sem se importar com o que a outra parte valoriza.

Nesta hora, surge a dificuldade de discutir a relação de forma sincera e resgatar o que foi perdido, já que nenhum relacionamento pode avançar sem confiança. É preciso ter coragem para colocar a verdade acima da vaidade e deixar de lado prazeres momentâneos e egocêntricos que preenchem o vazio da convivência. É o melhor momento para discutir a relação a dois e construir novas regras de conduta para a manutenção do relacionamento.

Comunicar a verdade no estilo “doa a quem doer” sempre será o melhor negócio para ambas as partes e, portanto, aquele que for mais sincero ganha mais e sofre menos.

 

Deixe seu Comentário

Fale com a gente!