BLOG do Palestrante
Edson De Paula

Assine nossa newsletter

Comunicação Não-Violenta. Como ser Assertivo com sua equipe.

Comunicação Não-Violenta.  Como ser Assertivo com sua equipe.

 

OS CONFLITOS DE RELACIONAMENTOS ENTRE PESSOAS, PROFISSIONAIS E EQUIPES PODEM MUDAR QUANDO A EMPATIA ENTRA EM CENA E AS PESSOAS SE SENTEM OUVIDAS E ENTENDIDAS.

 

A Comunicação Não-Violenta foi disseminada a partir da década de 60, pelo psicólogo americano Marshall Rosenberg. Tem aplicação prática em diversas áreas da vida, tanto pessoal quanto profissional, como resolução de conflitos em casa, na família, no trabalho, melhoria da comunicação e do diálogo através de uma comunicação empática e assertiva. Ela é direcionada também a aprimorar os relacionamentos interpessoais. 

A Comunicação Não Violenta é uma abordagem para se relacionar de uma maneira mais autêntica e ”desarmada“ tanto online quanto presencial. Isso significa que podemos iniciar conversas transformando nossas intenções iniciais para criarmos conexão com o outro, ou seja, “desligando” o modo de ataque ou defesa que aprendemos a utilizar ao longo da vida.

Peter Drucker afirma que “Setenta por cento de todos os problemas administrativos resultam da ineficácia da comunicação” e, muitos destes problemas se devem aos líderes que possuem uma comunicação ineficaz, pois no processo da comunicação sabemos que o resultado obtido é de responsabilidade exclusiva daquele que emite uma mensagem.

A arte imita a vida e saber comunicar é um dos requisitos principais para uma liderança efetiva, empática e assertiva e que gere resultados positivos em uma organização.

Quando um líder consegue organizar suas idéias e desenvolver uma mensagem eficaz que inspire nas pessoas o comprometimento desejado para alcançar um resultado superior, sem conflitos ou confrontos, temos então um resultado sustentável da comunicação.Quando analisamos alguns dos maiores ícones comunicacionais da história como Sócrates, Jesus, Martin Luther King, Rui Barbosa, Churchill, Mandela, Jack Welch, entre outros, constatamos que o legado destes líderes foi marcado pela maneira como expressavam sua liderança pela habilidade ímpar da comunicação eficaz.

 Mais do que feitos históricos, estes líderes inspiraram e continuam inspirando multidões pelas suas frases de efeito, discursos eloqüentes, textos, parábolas e metáforas encantadoras.
O segredo destes líderes consiste, basicamente, na maneira como eles influenciaram multidões pelas suas habilidades interpessoais, muito mais do que suas habilidades técnicas. 
Estes líderes transformaram ideais em objetivos, visões em ações concretas, mobilizaram nações em prol de suas convicções.

 Eram autoconfiantes, automotivados e possuíam uma ótima postura presencial e gestual, que somadas a sua comunicação eficaz, os tornava carismáticos e rodeados de adeptos.
Para entender um pouco sobre liderança comunicacional precisamos compreender o que significa comunicação.

A palavra comunicação tem sua origem no latim “communicare” e significa “tornar comum, partilhar”.
Se dividirmos a palavra comunicação também teremos duas palavras muito interessantes que são “comunica” e “ação”, ou seja, um líder que sabe comunicar suas intenções de uma maneira clara e objetiva sempre obtém a ação desejada dos seus liderados. 

O líder comunicacional é aquele que inspira o espírito de equipe, a responsabilidade coletiva pelos resultados e a troca constante de informações entre os seus liderados, promovendo assim um ambiente em que todos se sintam participativos e, principalmente, motivados.
Ele deve ser exemplar e expressar sua confiança pessoal através de atitudes firmes e decisivas. O líder comunicacional é prático e realista, mas utiliza a linguagem da emoção, ele cativa seus liderados pela força motivadora de sua comunicação.

Um líder comunicacional nunca diz ''faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço'', pois ele inspira seus liderados pelo seu exemplo pessoal.

É importante frisar que a automotivação é um dos requisitos mais importantes para se obter uma liderança comunicacional efetiva.

Um líder automotivado é aquele que acredita entusiasticamente na sua própria força interior, que não depende de fatores externos para se motivar, ou seja, não cria expectativas nas coisas, sistemas ou pessoas.

 Ele possui a experiência necessária para imprimir em seus liderados o respeito pela sua presença e seus seguidores ou sucessores muitas vezes o reverenciam como “mestre”, pois estes líderes comunicacionais ensinam as pessoas a aprender, promovendo a reflexão interna que fomenta a atitude mais justa para o enfrentamento das crises e dos conflitos nas organizações.


A liderança empática com uma comunicação assertiva é a maneira mais efetiva de promover o alinhamento da missão, visão, valores e, principalmente, das expectativas de futuro no ambiente de trabalho.


É preciso que o líder utilize sua liderança empática para promover o comprometimento da equipe através de sua comunicação no alcance dos resultados, alinhando as competências individuais com os objetivos estratégicos da organização, estabelecendo um canal aberto de comunicação entre todos os níveis hierárquicos, pois saber liderar é, acima de tudo, saber comunicar.

 

O IEDP - Instituto Edson De Paula - tem treinado líderes em todo o Brasil com estratégias diferenciadas para o desenvolvimento de liderança e gestão de pessoas, otimizando a cultura organizacional de empresas nacionais e multinacionais. Se este conteúdo gerou o seu interesse para o assunto e desejar otimizar sua equipe, deixe sua mensagem aqui que entraremos em contato. 

Se você gostou deste artigo, compartilhe e deixe seu comentário. Conheça também o CURSO LIDERANÇA 4.0, clicando aqui:

 

Deixe seu Comentário

Fale com a gente!